Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 8 de maio de 2009

COMER BEM...

Sou uma gourmet neurótica! e hoje recebi uma das minhas revistas prediletas e obviamente sobre gastronomia. Então separei um ótimo e saudável artigo para vocês...



ALIMENTAR-SE BEM PARA ENVELHECER BEM



A medicina preventiva define saúde como algo mais complexo do que "não adoecer". Saúde é um estado positivo, ótimo, em que capacidades, sentidos e metabolismo estão no nível máximo de atividade. Envelhecer, portanto, é sofrer alterações degenerativas orgânicas, que afetam as células e aumentam os riscos de doenças.

Se a idade cronológica não pode ser alterada, a biológica -ou seja, a que retrata um estado de conservação - depende de nossas escolhas e do estilo de vida que adotamos. Os alimentos consumidos, portanto, tem papel importante nessa estrada, pois são o combustível para o nosso corpo funcionar adequadamente. Por meio da alimentação pode-se prevenir, combater ou amenizar aspectos relacionados ao bem estar, como ansiedade, depressão, insônia, enxaquecas. Ingeridos apropriadamente, funcionam como medicamentos poderosos, fortalecendo o sistema imunológico e diminuindo o risco de doenças crônicas. Isso acontece porque alimentos contêm compostos bioativos, que atuam como moduladores dos processos metabólicos, prevenindo o surgimento precoce de doenças degenerativas. São os famosos alimentos funcionais.

Vamos a alguns exemplos: a soja possui insoflavonas, compostos que reduzem o mau colesterol e os triglicérides e auxiliam na prevenção de certos tipos de câncer, como o de mama e o de estômago. Tomates são ricos em licopeno,antioxidante com propriedades anticancerígenas. A alcachofra possui inulina, uma substância que favorece o crescimento de bactérias, como os lactobacilos, que auxiliam o funcionamento intestinal. Já o chá verde, rico em vitamina K, possui catequinas e flavonóides, que ajudam na prevenção do envelhecimento e aumentam o ritmo do metabolismo. Escolhas alimentares saudáveis como estas, então podem ajudar a reverter os dados atuais dos sistemas de saúde, que indicam que quase 80% da verba é gasta nos dois últimos anos de vida das pessoas acometidas por "doenças próprias da velhice".

Felipe Pedrinola



Gente...que problema sério não? Tudo bem que adoro tomates... alcachofra AMO! mas sinceramente ainda não encontrei uma forma de comer uma soja saborosa... e haja tempero pra melhorar o gostinho e a aparência de esponja suja, hehehehehe. Então vamos tomando o chazinho verde depois de todas as refeições (morninho) pra garantir uma velhice saudável.



GOUGÉRES DE QUEIJO GRUYÉRE



1 xícara (chá) de água

7 colheres (sopa) de manteiga sem sal

1 colher (sopa) de sal

1 pitada de açúcar

1 1/4 de xícara (chá) de farinha de trigo

4 a 5 ovos

1 1/4 de xícara (chá) de Gruyére ralado (140g)

pimenta branca moída a gosto

Em uma panela média, ferva a água com a manteiga, o sal e o açúcar. Junte a farinha de uma vez, abaixe o fogo e mexa até que a mistura desgrude da panela. Bata em batedeira por 30 segundo em velocidade média, diminuindo a velocidade aos poucos. Junte 4 ovos e misture até ficar sedoso. Verifica a concistência. Se estiver muito dura, bata novamente com a clara de ovo que sobrou(se necessário adicione a gema restante). Misture 3/4 de xícara(chá) de gruyére e ajuste o tempero. Préaqueça o forno a 230 graus. Forre duas assadeiras com papel manteiga. Faça bolinhas com a massa, deixando 5 cm entre cada uma. Salpique o queijo ralado restante e asse por 7 a 8 minutos ou até eles inflarem e manterem seu formato. Reduza a temperatura para 180 graus e asse por mais 20 a 25 minutos, até ficarem levemente dourados. Sirva-os ainda quentes.


Dicas: As bolinhas são feitas com saco de confeiteiro, mas se você não tem, pegue um soco plástico desses que usamos na cozinha, coloque a massa apertando-a para uma das pontas do saco. Faça um pequeno corte e esta pronto o seus saco de confeitar.
Como o queijo Gruyére é um queijo um pouco caro, podemos substituí-lo por queijo parmesão.
Aproveite... é um sucesso em reuniões e fica uma delícia recheado a seu gosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário